“Colocar o seu coração em algo”, é ter fé! Feliz ano novo!

Querido aluno e amigo,

Gostaríamos de agradecer do fundo no nosso coração a presença de cada “SER” que compartilhou a vida com o Sim Yoga neste ano de 2016.

Foi um ano magnífico de muito crescimento e aprendizado!

Trabalharemos normalmente até o dia 23 de Dezembro e voltaremos dia 02 de Janeiro 2017 .

Este texto que colocamos abaixo é uma mensagem do Dr. Robert Svoboda – o primeiro ocidental a se formar como médico ayurvedico na Índia, autor de diversos livros de ayurveda, tantra, jyotish entre outros.

Pare por alguns minutos leia o texto com atenção e coloque a força da Fé em atividade na sua vida!

Saúde e Paz,

Equipe Sim Yoga

energia-positiva

Mensagem de Final de Ano do Dr. Robert Svoboda

Os desafios de viver no momento moderno são muitos, mas, tem se tornado, particularmente, mais difícil do que nunca ter fé em qualquer coisa que seja. Desprovidos da fé, ficamos menos saudáveis, menos estáveis, e menos resilientes à medida que as complexidades ao nosso redor dispersam a nossa atenção e distraem nosso foco.

Quando perdemos o foco, o prana, nossa força vital, tende a tornar-se disperso, estagnado, ou adota uma circulação anormal, e é quando estamos com o prana perturbado que ficamos mais propensos a ficarmos doentes.

Existem duas palavras em Sânscrito comumente usada para “fé”. Uma delas é vishvasa, que literalmente significa uma forma especializada (vi) de respirar (shvasa). Uma respiração comum restaura o nosso prana várias vezes por minuto, enquanto uma “respiração especializada” move aquele prana restaurada na direção daquilo que temos fé, seja o que for. Prana, respiração e atenção sempre se movem juntos, por isso onde quer que coloquemos nossa atenção, é para lá que o nosso prana também vai. Quando você tem fé em algo ou alguém, o seu prana, respiração e atenção se movem na direção daquele objeto, ou daquela pessoa com facilidade, o que, por sua vez, promove facilidade para todos os outros movimentos, mentais e físicos.

A segunda palavra para fé é shradha, que deriva da palavra raíz em Sânscrito hdr, que significa “coração”. Ter fé é, portanto, “colocar o seu coração” em algo, e como o coração circula o prana por todo o corpo por meio do sangue, aquela fé será distribuída para cada célula em seu corpo. Quando você tem fé em um remédio, ao menos parte do efeito que aquele remédio lhe oferecerá dever-se-á à fé que você deposita nele; talvez você nunca saiba ao certo se o resultado foi um efeito do remédio ou da sua fé. Um paciente com fé já está a meio caminho da cura; isso pode ser entendido como fé nas habilidades do médico, no cuidado da enfermeira, na eficácia do medicamento, ou na habilidade do corpo de se recuperar. A fé no guru, na divindade pessoal, providência divina, ou na Realidade Superema também cumprem a tarefa.

Colocar o foco no prana ajuda-nos a desenvolver a fé, e fé ajuda-nos a colocar foco no prana, em um “ciclo virtuoso” de reforço mútuo. A saúde é produto final de um bom fluxo de prana pelo corpo, e ter algum tipo de prática diária dedicada à circulação do prana é um bom jeito de manter-se bem. Sadhana é uma palavra frequentemente usada como um sinônimo de prática diária, quando, na realidade o seu significado significa recurso, qualquer meio para alcançar o resultado desejado. Aplicado à saúde, o sadhana é uma forma de auto-cultivo de prana, envolvendo ações que requerem que você foque seu prana naquilo que esteja almejando alcançar, gerando desta forma uma concentração de prana que facilita a mudança.

Tudo que se aplica ao microcosmo também se aplica ao macrocosmo, e, se, por exemplo, estamos correndo perigo de perder nossa fé no preocesso político, ou na sociedade como um todo, podemos alterar o nosso foco para a ação de fazer circular o prana em nossas famílias e vizinhança. Uma ação nunca é em vão, então mesmo que uma situação possa nos parecer a mais terrível possível, não devemos entregar a nossa fé. Não uma fé cega, mas fé de vistas claras, que sabe que satyameva jayate, “a verdade sozinha triunfa” mesmo que este triunfo seja difícil de visualizar do ponto onde estamos no momento.

É sempre mais escuro antes do alvorecer, e como nós, no Hemisfério norte estamos nos aproximando do solstício do inverno, o dia mais escuro do ano vamos concluir com as palavras do príncipe da paz: “Em verdade vos digo, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte, “Passe daqui para acola” e ele passará. Nada vos será impossível”.

Boas festas a todos!

Dr. Robert Svoboda

Mensagem postada originalmente pela equipe do Instituto Naradeva Shala de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *