Menstruação e Ayurveda

Menstruação: saúde ou doença?

O Ciclo Menstrual é a benção que a natureza proveu mensalmente às mulheres para que purifiquem seu corpo e sua mente.

A menstruação saudável regulariza o fluxo energético, os ritmos biológicos e re-conecta a mulher com a mãe Natureza.

Porém a menstruação não saudável pode ser muito perigosa…

Antigamente, a mulher passava por muito menos ciclos menstruais do que atualmente; Isso porque a menarca era mais tardia, a mulher engravidava cedo, tinha mais filhos e os amamentava por muito mais tempo (durante a gravidez e amamentação o ciclo fica interrompido).

Atualmente, devido a inúmeros estímulos artificiais e alimentação carregada de hormônios, a mulher acelerou a menarca, e, além disso, tem poucos filhos e os amamenta por menos tempo.

Assim sendo, o numero de ciclos aumentou consideravelmente na mulher moderna.

Cada ciclo menstrual é acompanhado de drásticas mudanças hormonais que afetam os tecidos do ovário, útero e seios; Cada uma dessas mudanças dá oportunidade para que desequilíbrios aconteçam ou para que os desequilíbrios já existentes se manifestem. Algumas pesquisas estão sugerindo que a chance de se desenvolver câncer no sistema reprodutivo aumenta conforme o aumento de ciclos menstruais.

…Por isso cuidar da menstruação é um investimento e tanto!

AYURVEDA E MENSTRUAÇÃO

Ayurveda diz que cuidar da menstruação envolve o cuidado com seus doshas:

Kapha predomina durante a metade do mês, entre o final do fluxo e ovulação. Neste período o corpo provê ao ventre a melhor nutrição para que este se prepare para receber a vida.

Se a fecundação não ocorre, o endométrio que não foi utilizado vai gradualmente se deteriorando. Essa outra metade do mês é a fase Pitta do ciclo, vai da ovulação até que o endométrio seja reconhecido como corpo estranho que deve ser expelido, ou seja, até que fluxo inicie.

Vata domina o fluxo em si, que com a força do Apana Vayu, ajuda o sangramento a sair. Neste período, o corpo joga ao fluxo menstrual Ama (toxinas) e outras impurezas acumuladas durante o mês e faz essa uma purificação natural (é por isto que durante a menstruação ou pouco antes dela, os desequilíbrios aparecem ou ficam exacerbados).

Portanto o cuidado com Apana Vayu é extremamente importante, como já foi dito é ele quem faz devidamente esta purificação. Se por alguma razão ele não funcionar, o fluxo fica bloqueado permitindo com que Ama permaneça e cause doenças no sistema reprodutivo como: endometriose, vaginites, cistos ovarianos, fibróide uterina; além de outras doenças.

Já foram encontrados pelo corpo, mais de 150 sintomas relacionados com a TPM e há ainda razões para se acreditar que este número vai aumentar.

De qualquer forma, durante o ciclo menstrual, as toxinas e impurezas serão mobilizadas, mas o que acontecerá com elas vai depender do quão alinhada você está com seu corpo. Quanto mais saudável, menos desconfortos e menos doenças, porque toda a “sujeira” acumulada será limpa (há algumas pesquisas dizem que é por isso que a mulher tem mais longevidade do que o homem); quanto menos saudável, mais retenção, desconfortos e problemas.

Ayurveda então prescreve uma dieta adequada para seu corpo e fase da vida (dosha), e uma rotina diária compatível com as fases do dia e estações do ano (dinacharya e rtucharya) para a prevenção e promoção da saúde.

Tensão Pré Menstrual (TPM)

Antigamente não se ouvia falar de TPM, pois as mulheres respeitavam seus ciclos e sabiam de sua importância: tanto na purificação de seus corpos quanto na purificação de sua alma, quando, durante o movimento do Apana, elas se re-lembravam de sua conexão com a mãe-terra de cujo ventre todos nós viemos.

Durante os dias de fluxo intenso, as mulheres se retiravam da sociedade, paravam seus afazeres e juntas (já que ocorre um fenômeno hormonal que faz com que todas as mulheres que vivem próximas menstruem ao mesmo tempo) se resguardavam em uma tenda, onde cuidavam de si, descansavam e tinham tempo para refletir o que havia se passado e o que estava por vir, se preparando para o mês seguinte.

Quando a tenda de mulheres foi banida de nossa sociedade, TPM e outras disfunções menstruais começaram a surgir.

Hoje, ouvimos coisas do tipo: “menstruação, a maldição” e vemos mulheres que tomam remédios para não mais menstruar. A natureza segue seu fluxo perfeito e quem com ela não fluir, mais cedo ou mais tarde sofrerá conseqüências.

Porém Ayurveda, como um sistema holístico, não faz distinção entre distúrbios que vem antes, durante ou depois da menstruação, tudo é um conjunto que pode ser chamado de “Sindrome da Disfunção Mensal”, desde que o problema esta em todo o ciclo e não somente na porção em que a mulher sofre as conseqüências.  O remédio não é parar de menstruar, mas sim re-harmonizar o ciclo como um todo.

Um ciclo menstrual regular durante seus anos férteis produzem além do conforto e equilíbrio, a prevenção da perda de densidade óssea que futuramente pode se transformar em uma osteoporose, já que estudos à relacionam  com a falha na ovulação.

Tipos de disfunções

Vata

-Ciclos irregulares ou ciclos maiores do que um mês;

-O fluxo é escasso, fino e pode ser escuro e conter coágulos;

-O abdome fica tenso e rígido;

-Cólicas e dores são comuns;

-Constipação pouco antes do fluxo ou no período pré-menstrual, as vezes alternada com diarréia;

-Ansiedade, insônia, sono interrompido, tensão nervosa, formigamento, mudanças de humor e sensação de estar “avoada” acontecem durante o período pré-menstrual.

*Mulheres que se exercitam em excesso ou que perdem muito peso, podem agravar tanto seu Vata que param de menstruar. Assim sendo, acabam perdendo muito Cálcio e desenvolvem osteoporose ainda jovem.

Pitta

-Ciclos regulares, que são pouco espaçados;

-Fluxo intenso que dura por bastante tempo;

-O sangramento é bem avermelhado, mas pode ser também amarelado, azulado ou preto;

-Acompanhado de muito calor;

-Diarréia antes ou durante;

-Cólicas médias-fortes;

-Irritabilidade, fome excessiva, sensação de queimação, calor excessivo no corpo ou na mente, acne, rachaduras de pele, inflamações, dor de cabeça ou enxaquecas, descarga vaginal são sintomas frequentes.

Kapha

-Ciclos regulares;

-Sangramento pálido e mucoso como “água de carne”;

-Peso, dor e cólica;

-Retenção de liquido, edemas, seio inchado, coceira vaginal,letargia, digestão lenta, rigidez nas costas e nos membros são comuns.

Como tratar?

Ayurveda traz o conceito de que: removendo a causa, conseguimos remover seus efeitos, ou seja, não basta apenas tratar o sintoma é preciso tratar o causador do mesmo. É claro que nem sempre uma causa vai causar um sintoma; muitas vezes uma causa traz vários sintomas, bem como varias causas podem trazer apenas um sintoma.

Cada mulher tem seus padrões de causas para os sintomas menstruais ou pré-menstruais. Fatores causais causam doenças através de seus doshas, então corrigindo seu dosha, você corrigirá a condição!

Genericamente falando, as coisas mais importantes quando o Vata esta agravado são:

-olear o corpo;

-consumir sopas como refeição principal em pequenas porções e varias vezes ao dia;

-reduzir o nível de atividades

-praticar yoga ou algo similar para equilibrar sua energia

-rezar

Pitta:

-resfriar o corpo e a mente;

-eliminar estimulantes;

-dieta doce, amarga e adstringente;

-aprender a relaxar e entregar;

Kapha:

-atividade física e atividades estimulantes;

-restringir a quantidade de comida, especialmente de doces;

-restringir a quantidade de sono;

Porém há algumas causas típicas que qualquer mulher pode eliminar e beneficiar seu ciclo:

-dieta inapropriada em quantidade ou qualidade; (agrava os 3 doshas)

-consumo excessivo de álcool, carne, cafeína, sal, açúcar, junk food; (agrava os três doshas)

-digestão fraca; (agrava Kapha e produz Ama)

-causas emocionais como: culpa, medo, raiva e/ou vergonha; (agrava os três doshas)

-falta de exercício, especialmente se você dorme durante o dia; (agrava Kapha)

-descanso insuficiente depois de muito trabalho, sexo, viagens ou exercícios; (agrava Vata)

-exposição à poluição: visual, auditiva e olfativa; (agrava os três doshas mas principalmente Pitta e Vata)

Algumas outras dicas para tratar as disfunções mensais, principalmente nos 3 primeiros dias de fluxo:

-descanse: se possível, reduza suas atividades remarcando-as ou cancelando-as; não faça atividades físicas, uma pequena caminhada é suficiente nos primeiros dias de fluxo; evite cozinhar, peça para quem vive junto com você que assuma essa tarefa;

-conecte-se: observe seu corpo, seus pensamentos e sua respiração; leve o foco de sua atenção para o abdome enquanto inspira, e junto com a exalação mentalize o movimento descendente do Apana Vayu retirando todas as impurezas de seu corpo;

– evite lavar a cabeça, tome apenas uma chuveirada morna, deixando a água massagear sua lombar enquanto cai;

-evite relações sexuais;

-não use absorventes tampões como O.B, eles travam o fluxo e podem produzir cólicas; prefira absorventes, ou tecidos de algodão (melhor ainda se forem orgânicos) sem aromas.

-adote uma dieta anti-vata: comidas bem cozidas (tipo sopas) em pequenas quantidades, várias vezes ao dia. Evite comidas cruas, geladas, pesadas(frituras, laticínios,carne), bebidas gasosas e geladas.

Em resumo, devemos mudar nossa concepção de que a menstruação é uma doença e utilizar a mesma como ferramenta de empoderamento feminino. Neste período podemos olhar para nós mesmas e refletir sobre nossos atos, reverenciar a sabedoria infinita de nossos corpos e agradecer por poder dar a vida.

Texto publicado primeramente no blog – shataavarii.blogspot.com.br .  Inspirado e traduzido a partir do livro Ayurveda para mulheres- Dr Robert Svoboda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *