O tremendo poder da mulher para mudar o mundo!

O texto abaixo foi traduzido por nossa querida aluna Cláudia que é grande estudiosa dos ensinamentos da Zulma Reyo!

Em breve vamos organizar grupos de estudos para nos aprofundarmos nestas preciosas lições.

Aguardem notícias!

Boa leitura e namastê!

Simone Saavedra

Série “Mistérios Femininos”, Parte V

ZULMA REYO

Tradução: Cláudia Avanzi

No trabalho espiritual, descobrimos como estamos estreitamente ligados uns aos outros. Mudanças individuais catalisam saltos quânticos para o todo. Uma pessoa afeta a rede global e as mulheres o fazem de uma forma única e poderosa.

Durante esta série de artigos, enfoquei o fato de que a qualidade de uma mulher é fundamental para o mundo que queremos e o porquê uma escola de mistérios femininos é necessária. Neste artigo enumero os passos que uma mulher pode dar para acumular e canalizar suas habilidades construtivas na vida diária. Por meio de atos simples de visualização e sensibilidade, uma mulher altera a qualidade da vida que a rodeia. Quando a mulher está formada para aplicar suas habilidades, pode mudar o mundo.

A potência de uma forma-pensamento depende da força do desejo que a respalda e a sua duração no tempo-espaço depende da clareza e foco do propósito que a impulsiona. Em uma mulher, o desejo é um atributo especialmente forte que reequilibra continuamente seu ambiente. No entanto, não é fácil para a mulher desenvolver suas habilidades consciente e eticamente em um mundo onde deverá atuar constantemente com o gênero masculino, cedendo às necessidades e às formas, tão diferentes das suas.

Nos já esquecidos ciclos femininos, reverenciava-se a mulher por sua função de assegurar o bem estar da humanidade e da família, assim nos templos como na sociedade. Sabia-se que tudo está modelado de acordo com sua influência. Os mistérios não eram “misteriosos”. Eram dinâmicas, práticas de energia e manipulação de força. Em virtude da sua estrutura, uma mulher se vincula aos éteres que estão por trás da manifestação. Condiciona forças pré-substanciais por meio da qualidade da ressonância que emana de suas emoções, pensamentos e gestos. Traz qualidade para o seu ambiente ultrapassando os efeitos visuais, emocionais, intelectuais ou físicos que possa produzir. Sua anatomia energética é constituída para amplificar todo tipo de circuito.

Devido à sua enorme receptividade e capacidade de imprimir energia, um trabalho grupal, semirretirado do mundo, é necessário para produzir mudanças duradouras sobre sua compreensão individual e eficiência na vida.

A manifestação requer uma combinação especial de ingredientes mentais e emocionais que emergem espontaneamente do corpo físico. É o elemento emocional em uma mulher que concede poder à forma-pensamento, mas, em presença do gênero masculino, tende a perder potência. A força e a inspiração das mulheres cria um impulso inicial que, sem forma, provavelmente se dissipará em uma mistura confusa e frustrante de efeitos secundários. Estes efeitos são resultado de emoções flutuantes e desejos mal formulados, produzidos pelo desconhecimento que a mulher tem de si mesma.

Para a mulher, o primeiro passo no autodomínio é o discernimento ético e a disciplina sobre as emoções que tolhem a surpreendente versatilidade da sua mente. Suas metas deverão estar preenchidas pelo sentimento correspondente que apoie sua expressão mais sublime. Isto requer que uma mulher trabalhe suas emoções antes de estabelecer suas metas. Esta forma é inversa à forma masculina de determinar metas.

As emoções disciplinadas requerem um propósito que não está centrado no eu e isto é um desafio para a mente moderna. A requalificação oferece uma amplitude maior e mais acurada para a emissão naturalmente expansiva da aura emocional feminina, proporcionando refinamento e vontade ao seu desejo. As práticas que vêm a seguir requerem disponibilidade e repetição. Deverão imprimir novos hábitos construídos em consciência e propósito.

Para entrar na senda do discípulo e da iniciação, uma mulher deverá abandonar atitudes de vingança, reações e hábitos de culpa e de justificação para si mesma e para os outros. Deverá perceber a vida sob uma perspectiva global e neutra. Infelizmente, nosso mundo não apoia isto e poucas mulheres estão dispostas a viver desta maneira. Para as poucas que “se lembram“ e que estão cansadas de artifícios, como a superficialidade e a dependência, seguem algumas sugestões baseadas no discernimento e no manejo das energias físicas, mentais e emocionais tratados em nossos retiros.

A chave é a visualização controlada que acompanha a sensibilidade humana. Isto se estende desde o momento em que despertamos, pela manhã, até a preparação para o sono, à noite, quando revisamos e requalificamos as impressões que emitimos durante o dia. Com a prática, somos capazes de aplicar a formação transmitida pelas escolas de mistérios e usar nossa criatividade e talentos para selecionar cores, músicas e imagens de forma harmoniosa para nos aliar e fortalecer as pessoas e as condições ao nosso redor.

Algumas recomendações:

Ao despertar, verifique a primeira emoção-pensamento que ocorre. Se for uma queixa ou um sentimento de culpa, modifique-a. Isto que dizer modificar o que você sente e não só modificar as palavras que lhe ocorrem. Abra mão do ganho que você supõe ter com esta emoção-sentimento. Mesmo que você se sinta muito mal, obrigue-se a se lembrar da sensação e da emoção de sentir-se bem, contente e entusiasmada. Gere esta qualidade energética e transmita-a ao corpo.

Em lugar de fazer uma afirmação genérica, encontre algo que se relacione com você. Converta-a em uma declaração para o momento presente e não um desejo projetado para o futuro. O corpo responde à qualidade do momento presente. É a base para a recepção e emissão de energias. Teu poder está na satisfação explorada no presente.

Busque os detalhes que teus interesses habituais não te permitem detectar. Estes detalhes podem ser a apreciação da luz da manhã ou o frescor do ar, o cheiro da chuva, o som de pássaros. Aprecie a tua respiração e a ducha da manhã… Tudo isto condiciona a maneira como teu corpo energético responde aos comandos dos corpos mental e emocional como resposta ao ambiente.

Quando você encontrar a primeira pessoa do teu dia, faça um esforço para ver a beleza nela, independentemente do que ela desperte em você. Ainda que ela te irrite, alegre-se pela oportunidade de se conscientizar do fato e de corrigir as tuas reações.

Sinta a força emocional emanando de você, ao teu redor e sobre as pessoas que conhece. Des-automatize. Deseje-lhe, de verdade, um bom dia. Os efeitos não são imediatos e talvez você não os veja logo. Celebre a maneira como você se sente quando emite bons sentimentos, em vez de esperar que algo ou alguém determine que você se sinta bem ou mal.

Encontre algo agradável para fazer, mesmo que seja um trabalho rotineiro. Retire o foco de coisas desagradáveis ou de pessoas frustrantes. Se alguma coisa te incomoda, se for possível, fale a respeito e deixe ir. O medo e os obstáculos sempre atingem alguma forma de ira. Não permita que estas emoções se acumulem na mente ou como sentimento. Mas, tampouco, as elimine ou encubra com falsas emoções ou justificativas. Emoções “negativas” espontâneas e de curta duração não são destrutivas. Negativo é agarrar-se a elas e intensificá-las! Isto cria um efeito bombardeio sobre o objeto da tua irritação que recai sobre você, em cumprimento à lei do retorno energético.

Tuas relações são oportunidades sagradas para você se compreender e contribuir para a humanidade. Não são instrumentos para serem usados, condicionados, controlados, ignorados ou descartados. São tão delicadas como uma planta e muito sutis, exigindo atenção, presença e cuidado sustentado. Fazem parte de você e funcionam como teu reflexo. Isto não quer dizer que você tenha que estar com elas, pensando nelas ou cuidando delas constantemente. Este tipo de obsessão é típico de desejos descontrolados. Desfrute estas relações e aprenda a desconectar-se quando apropriado. Do contrário, a conexão tensa e o medo te debilitarão e à relação em si e você abrirá um canal para frequências semelhantes vindas de outras pessoas. Esta é a correta administração de energias.

Aprenda a economizar teus recursos internos no manejo energético para que você possa estar poderosamente presente quando está com outras pessoas. No restante do tempo, aprenda a estar com teu Eu. Sentir-se completa é particularmente importante para uma mulher que deve alimentar-se a partir do seu interior. O prazer deverá ser intrínseco e não relacionado com o que se faz ou às respostas recebidas. Ame-se como veículo e como Consciência pelo simples fato de respirar e sentir tudo à tua volta. Ame-se por aprender e por ver. Lembre-se que as tuas emoções são o teu maior poder. Simplesmente porque Você É.

Mantenha teu corpo energético limpo e livre de interferência alheia, usando o discernimento para aceitar com graça ou ignorar as sugestões externas. Neste ponto, a consciência dos teus mecanismos, a ausência de interferência externa e a companhia de outras mulheres conscientes é um apoio de grande valia.

Controle a ansiedade produzida pela tua mente multidimensional nas tuas atividades e planejamentos. Aprendendo a desfrutar o momento da maneira que as nossas emoções femininas nos permitem, você se tornará uma pessoa perspicaz e paciente. Quando nossas emoções são acompanhadas por uma mente indisciplinada, geram impaciência. Pratique a requalificação das emoções em situações corriqueiras e, então, aplique-a para inspirar as pessoas. Seja a inspiração. Estude e observe exatamente como você condiciona o teu ambiente e os resultados que você produz.

Desfrutar o presente significa que você se torna menos exigente sem diminuir a qualidade que tua presença emite. Todos os que estão conectados com você sentirão o benefício desta associação, estejam fisicamente presentes ou não. Não existem barreiras de tempo e de espaço para as emoções. Um sentimento consciente mantém a qualidade com a qual foi emitido. Compreenda também que uma onda negativa não pode ser anulada por uma onda positiva. Por isto, é necessário gerar sentimentos autênticos e conscientes. A atuação presente e consciente constrói o futuro.

Em um esforço coletivo, tua influência amplia os sentimentos semelhantes dos teus colegas de trabalho, por exemplo. Sinta, observe e construa da mesma maneira que o faziam as antigas sacerdotisas. Baseie-se sempre no que você sente e não no que pensa ou no que os outros dizem. E lembre-se que este é um mecanismo feminino. Os homens funcionam de outro modo.

Mesmo involuntariamente, uma mulher estimula a energia presente em qualquer lugar, mas especialmente a energia dos homens, cuja natureza emocional é profunda e, com frequência, oculta para eles mesmos. A menos que entendamos isto, criamos confusão nas relações, gerando desconfiança, medo e ressentimentos.

O poder das mulheres preparadas

O trabalho começa com a percepção que a mulher tem de si mesma e do manejo do corpo, da vida pessoal, do mundo e do que irradia ao redor. Quando se une a outras mulheres, sua força exerce um tipo de influência que refinará nosso mundo. No passado, círculos de mulheres treinadas e conscientes circundavam homens poderosos, como ocorreu com o grupo de Maria Madalena que trabalhava com os homens lado a lado e como iguais.

Emoções disciplinadas determinam nossa capacidade de criar formas-pensamento fortes e claras. Um grupo de mulheres conscientes, trabalhando juntas, gera uma força implacável sobre a sociedade e sobre os assuntos do mundo. Lembre-se que, como mulher, isto não é uma atividade extra. Na verdade, está em nossa natureza monitorar e preparar o futuro. Todas as atividades mencionadas nos artigos anteriores sobre os ensinamentos de Isis e Maria Madalena tinham como propósito a aplicação no mundo. Estas são as mesmas habilidades que necessitamos hoje para construir e sustentar as premissas para um futuro melhor.

Quando nos conscientizamos que afetamos o ambiente, entramos na senda da sacerdotisa. Nossa congregação é o mundo inteiro. Uma mulher iniciada, formada em geração e controle de energias, constrói o fundamento para o mundo em que vivemos, influindo e introduzindo padrões de formas-pensamento novos, vitais e saudáveis que ativam as condições e o aspecto humano das pessoas. Dão forma a políticas e neutralizam a negatividade em qualquer parte. O que uma mulher faz individualmente ou coletivamente, privadamente, em meditação, em mediação ou em colaboração com outras irmãs que trabalham por mudanças sociais, contribui ativamente para as ondas da vida e para o processo de transformação evolutiva. Observe por você mesma.

A qualidade de uma sociedade depende da qualidade de suas mulheres. Agora você sabe o que isto significa.

a_drop_of_water_in_the_ocean-t21-1

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *